segunda-feira, 29 de junho de 2009

O outro lado da cama

Olhei para o outro lado da minha cama
E você não estava lá
O outro lado da sua cama
Também estava vazia
Há tempos não me sentia tão só
Senti frio esta noite
E entre lágrimas escrevo
Que foi melhor assim...

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Acho que estou ficando velha

Acho que não sou mais adolescente. Tá, 22 anos não é idade de adolescente, eu sei. Mas ainda me sinto como uma adolescente, mesmo aos 22 anos - indecisa, confusa, imatura.

Vejo desabafos em blogs de adolescentes, sobre espinhas, namoro, escolha da faculdade... E agora percebi: já passei por todos os problemas que vejo nesses blogs:

Espinhas - Usei tudo o que existe contra espinha durante dez anos: Acnase, água de arroz, esfoliação com fubá. Fui em dermatologista, em benzedeiro, fiz simpatias. Descobri que era um problema de hormônios aos 21 anos.

Rebeldia - Já odiei todos, já fui poser, já bati a porta na cara da minha mãe, já odiei meus pais.

Carteira de motorista - Eu era a barbeira da auto-escola. Derrubei a moto no oito, a moto caiu da rampa, quase matei o meu instrutor de carro. Mas passei nas duas provas práticas sem reprovar. Moleza. Agora, sou a barbeira do trânsito.

Escolha da profissão e da faculdade - A mais difícil. Comecei pelo curso errado, fiz dois anos de algo que não gostava, agora estou no curso e na profissão que amo de paixão.

Querer sair da casa dos pais - Independência? Sair a hora que quer? Ser dono do próprio nariz? FAIL! Continuo dependendo do dinheiro deles e não tenho tempo nem de lavar minhas meias. Que saudade da comida da minha mãe...

Achar que sou incompreendida - Quando na verdade, a gente é que não compreende.

Crise de identidade - Ainda não resolvido.

O tempo passa e a gente nem vê. Essas coisas pareciam o fim do mundo na época, e olhando pra trás, vejo que os problemas não são um bicho de sete cabeças. A adolescência é que é.

Cada vez a vida nos prepara para coisas piores. Enfrentar uma espinha no rosto agora é fácil, difícil é enfrentar um chefe. Querer sair da casa dos pais é fácil, difícil é ter cabeça para aguentar o tranco.

Nossa, esse último parágrafo ficou muito de adulto, tipo quando o pai dá uma bronca. Realmente, estou ficando velha...

Máquina de refrigerante é para os fracos

Eu já tinha visto máquinas de refrigerante e de doces, nos filmes. Mas você já viu máquina de pizza? Existe muita máquina bizarra por aí, a maioria do Japão. Dá só uma olhada:


Calcinhas Usadas





Essa máquina de calcinhas usadas por colegiais foi proibida em 1993, mas ainda existem algumas no Japão.


Pizza




Em apenas dois minutos, você tem uma pizza fresquinha (de ingredientes que estão lá dentro há sabe-se-lá-quanto-tempo).


Ovos





Iscas Vivas





Lagosta viva





Guarda Chuva





Fonte: Odde

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Quanto vale um sonho?

video




Primeiro, leia a melhor crônica que já li, do Paulo de Tarso.



Quando li esse texto, estava em uma encruzilhada parecida à do autor. Eu digo parecida, pois se fosse eu no lugar dele, aos 13 anos, teria tomado a mesma decisão que ele. Mas como a encruzilhada aconteceu mais tarde, eu já estava com 19 anos e tinha uma idéia do que queria, escolhi "varrer o estúdio ou ajudar a montar os tripés", no mundo da publicidade. Não é uma escolha que tomei uma vez só, de tempos em tempo a vida me põe à prova - escolher entre o sonho e o certo. E como às vezes me acovardo, por pouco não volto atrás com o rabo entre as pernas. Mas do mesmo modo que o kiwi, ainda estou me ferrando e pregando as árvores no penhasco. Mal posso esperar pra pular. E como não gosto de final triste:




Fim alternativo Kiwi

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Quinta Categoria

Você já ouviu falar dos Barbixas? Eles já eram conhecidos na internet, pelo vídeo da Santa Ceia, e ficaram ainda mais famosos depois com o espetáculo Improvável. Eles estão participando do programa "Quinta Categoria" da MTV, agora apresentado pelo Marcos Mion. O programa segue a mesma linha de improvisação dos Improváveis. Já li muitas críticas sobre isso, que é uma cópia de Whose line is it anyway (que nem sei mais se passa na tv a cabo), que o Marcos Mion é um tosco, que é combinado. Mas eu dei risada quando assisti, então, que se f**** as críticas. Os Barbixas são fodásticos na improvisação, vale a pena conferir cada trabalho dos caras:
video

"Vamo pega um pouco de barbecue... não, esse é o shoyu! Ah, pode ser shoyu também..."
Huahahahahhahaha

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Diploma não é mais exigido

O Supremo Tribunal Federal decidiu ontem que o diploma universitário de jornalista não é mais necessário para exercer a profissão.

Veja a justificativa do Ministro Presidente da Corte, Gilmar Mendes, que votou contra a exigência do diploma:
"Um excelente chefe de cozinha certamente poderá ser formado numa faculdade de culinária, o que não legitima o estado a exigir que toda e qualquer refeição seja feita por profissional registrado mediante diploma de curso superior nessa área. Certamente o poder público não pode restringir dessa forma a liberdade profissional no âmbito da culinária, e disso ninguém tem dúvida, o que não afasta, porém, a possibilidade do exercício abusivo e antiético dessa profissão, com riscos à saúde e à vida dos consumidores",

Como se não fosse suficiente, ainda completou:
"Quando uma noticia não é verídica ela não será evitada pela exigência de que os jornalistas frequentem um curso de formação. É diferente de um motorista que coloca em risco a coletividade. A profissão de jornalista não oferece perigo de dano à coletividade tais como medicina, engenharia, advocacia nesse sentido por não implicar tais riscos não poderia exigir um diploma para exercer a profissão. Não há razão para se acreditar que a exigência do diploma seja a forma mais adequada para evitar o exercício abusivo da profissão",

Então notícias mentirosas não oferecem risco à coletividade, senhor Ministro?
Formadores de opinião da massa são menos perigosos que motoristas?

HAHAHAHAHAHA!!!

Vamos rir pra não chorar. Não sou jornalista, mas defendo o diploma universitário com unhas e dentes. A faculdade de jornalismo existe há quarenta anos. Quando a faculdade surgiu, eu até concordo que não seja necessário exigir diploma de pessoas que já exerciam a profissão. Mas e agora, será que em quarenta anos, o camarada que exerce a profissão não ia ter quatro míseros anos para fazer uma faculdade?

Tá certo que só o diploma não é suficiente para ser considerado um profissional, tem foca que sai da faculdade de jornalismo e não consegue nem fazer uma resenha decente. Os macetes mesmo ele só aprende quando põe a mão na massa. Mas saber a história dos meios de comunicação, as leis que regem o jornalismo e algumas regras de redação e gramática não faz mal a ninguém, e é esse tipo de coisa teórica que se aprende na faculdade. Ou você já viu alguém estudando semiótica por livre e espontânea vontade? Ou lendo a constituição no banheiro enquanto faz suas necessidades?

Os meios de comunicação têm seus próprios interesses ideológicos, os quais os colaboradores e jornalistas devem seguir. Se o seu jornal é conservador, você não poderá escrever uma matéria a favor do homossexualismo, sendo formado ou não.

Os jornalistas defensores da extinção da obrigatoriedade do diploma falam que o querem por causa da liberdade de expressão. Ora ,mas a premissa básica do jornalismo é a imparcialidade. Opiniões pessoais são restritas ao editorial e colunas pessoais. Onde esse jornalista quer enfiar a liberdade de expressão então? Na página policial? "Cinco pessoas morrem em assalto o banco. Na minha opinião, o assaltante foi muito burro, pois saiu sem levar nenhum tostão."

Quer ser imparcial, vá ser publicitário. Somos descaradamente imparciais. Ou vá ser blogueiro, e exerça o quanto quiser sua liberdade de expressão.

Nesse país, nem presidente precisa de diploma universitário. Que dirá jornalistas. Se prepare, amanhã seremos operados por açougueiros. Vinte anos de experiência com bois e nenhum diploma.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Viagem a Curitiba

O ano passado, as turmas de publicidade da nossa faculdade foram fazer uma viagem técnica a Curitiba. Visitamos a RPC, a produtora de Áudio do Diogo Portugal, a D Áudio, a Agência Master (uma da maiores do Sul do Brasil), a Agência Fuego e a Produtora de Filmes Easy Filmes.
Na época eu não tinha blog então vou aproveitar e postar agora, pois foi uma viagem que me fez ter uma visão muito diferente. Deu até uma pequena depressão por voltar para a minha cidade pois aqui não tem nada disso, mas enfim.

Essa foto foi na Produtora de Vídeo Easy Filmes, no cromaquí.



Essa foto é a fachada da Agência. Ela atende clientes como Tim e o Ministério da Saúde, e tem 165 funcionários (o que é bastante, em se tratando de agência).



Eles têm uma mesa de futebol de botão para os funcionários :D A Agência foi a parte da viagem que eu mais gostei.



Entrada da RPC. Cada visitante recebe um crachá de identificação para entrar.






Confesso que em minha santa inocência eu achava que eram os repórteres que apareciam na tevê que iam atrás da reportagem. Mas é esse pessoal que faz a maior parte do trabalho, fazendo pesquisas na internet, nos jornais, ligando para seus contatos, pra polícia, atrás de notícias. Quando acham alguma coisa, mandam a unidade móvel lá. Daí, o repórter já tem especificado quem ele vai entrevistar, o que vai falar e tudo mais.



Acho que já posso ser âncora :P




Fomos também na produtora de áudio do Diogo Portugal. Ele não estava lá, e quem cuida de tudo é o sócio dele.




Aproveitamos pra passear no Jardim Botânico também.









Foi muito interessante conhecer como é a realidade publicitária em grandes centros. Uma produção de áudio, na D Áudio, custa em média R$ 2.500,00, fora o valor da veiculação. Aqui na minha cidade, é R$ 300,00 já incluindo veiculação e cachê do locutor....

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Muto - Blu

Muto, um vídeo incrível - senão o melhor que já vi - de stop motion, do artista Blu. Ele juntou grafitti mais stop motion - pintava a parede, fotografava, pintava de novo, fotografava... ele teve a ajuda de assistentes, mas o resultado é impressionante. Os grafittis foram feitos em Buenos Aires.

video

Fonte: Obvious

Mais do artista

terça-feira, 9 de junho de 2009

TCHÊ Guevara


E se o Che tivesse nascido no Rio Grande do Sul? :P É só uma brincadeirinha com os vizinhos gaúchos por causa do trocadilho no nome... brincadeirinha inocente...

The Beatles versão Ymca


Stop Motion

Para quem nunca ouviu falar, Stop Motion é uma técnica de fazer fazer vídeos a partir de várias fotografias. A pessoa faz as fotografias, quadro a quadro, e depois de montados, a impressão que se tem é de movimento.

Confesso que já conhecia há tempos, mas nunca pesquisei mais a fundo sobre isso. Daí vi um vídeo incrível no blog Obvious, que me deixou apaixonada. (Daqui uns tempos vamos aprender a fazer stop motion na disciplina de Cinema na faculdade :D)

O vídeo é o clipe do cantor Oren Lavie, da música "Her morning elegance" (a música é muito gostosa de ouvir também).

video
Fonte: www.blog.uncovering.org/

Monster

Há tempos quero voltar a blogar... se eu for esperar tempo livre não vou voltar nunca, então, meu chefe que me perdoe, mas é por uma boa causa. Aliás, é por um bom livro.

Estava navegando e entrei no Contraditorium, que está dando o livro "A Cabeça de Steve Jobs" para os dez primeiros comentários do site Monster. O Monster é o maior portal de empregos do mundo, e existe desde 1994 oO. Como já entrei em muitos sites de empregos quando estava desempregada, não custa nada dar uma olhadinha.

ERROS
Quando entrei no site, de cara já vi um erro de tradução em um banner que estava bem na frente, "Encontre dicas, orientação professional e muito mais".

Dei uma passeada pelo site, pelos perfis, e há algumas cocitas a mudar ainda, a começar pela busca de vagas. Eu procurei, com e sem aspas, o meu sonho de consumo - se é que é assim que se diz -, Diretor de Arte. Apareceram 65 ocorrências, e apareceram vagas como Auxiliar Administrativo, Recepcionita Bilingue e nenhum Diretor de Arte.

Algumas vagas ainda não estão traduzidas, mas isso não chega a ser um problema, já que hoje em dia todo mundo deveria entender inglês - pelo menos um pouco.

O site ainda está na versão beta, então erros são normais.

INTERESSANTE
Encontrei vagas muito legais, como treinee na Aywa com salário inicial de R$ 4.000,00... oO

Layout simples, não demora muito pra carregar.

É difícil dizer o que realmente é o site só com alguns cliques, porque para ver todas as funcionalidades demanda tempo. Mas a princípio parece ser um site de empregos diferente, pois tem a parte do networking, onde a maioria das vagas são preenchidas por indicação.

Para quem está desempregado, cada ferramenta é muito útil, então fica aí a dica de mais um site de empregos.


UPDATE: O livro chegou hoje :D Em breve, vou postar uma resenha.